domingo, 5 de junho de 2011

projeto festa junina - 4º ano


Projeto junino
interdisciplinar - 4º ano – 3ª série
 
Objetivos:
©     Possibilitar a criança conhecer um pouco sobre uma das festas tradicionais do Brasil, seus símbolos, santos, pratos típicos, trajes e danças;
©     Compreender a história da festa junina, bem como  o seu valor dentro do folclore brasileiro, destacando seus aspectos sociais e religiosos;
©     Perceber a importância do trabalho em equipe;
©     Resgatar as tradições da festa junina;
©     Conhecer os símbolos juninos;
©     Incentivar o gosto pela culinária junina.
Período de desenvolvimento: mês de junho
©       Músicas;
©       Caça-palavras;
©       Leitura de textos informativos e interpretação do mesmo;
©       Problemas e exercícios envolvendo operações matemáticas;
©       Confeccionar quebra-cabeças;
©       Recorte e colagem utilizando diversos materiais;
©       Confecção de cartazes: símbolos e origem;
©       Ditado junino (músicas: pula a fogueira e chegou a hora da fogueira);
©       Produção de texto baseado em imagem;
©       Coro falado;
©       Caderno de receitas juninas;
©       Versos sobre festa junina;
©       Dobradura.
atividades
  • para ser trabalhado em história e geografia
ORIGEM DA FESTA JUNINA

De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial (época em que o Brasil foi colonizado e governado por Portugal).
Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica típica das danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas.
Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas.
Festas Juninas no Nordeste Embora sejam comemoradas nos quatro cantos do Brasil, na região Nordeste as festas ganham uma grande expressão. O mês de junho é o momento de se fazer homenagens aos três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio. Como é uma região onde a seca é um problema grave, os nordestinos aproveitam as festividades para agradecer as chuvas raras na região, que servem para manter a agricultura.
Comidas típicas Como o mês de junho é a época da colheita do milho, grande parte dos doces, bolos e salgados, relacionados às festividades, são feitos deste alimento. Pamonha, cural, milho cozido, canjica, cuzcuz, pipoca, bolo de milho são apenas alguns exemplos.
Além das receitas com milho, também fazem parte do cardápio desta época: arroz doce, bolo de amendoim, bolo de pinhão, bombocado, broa de fubá, cocada, pé-de-moleque, quentão, vinho quente, batata doce e muito mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário